INSCREVER PROJETO

IA: Transformação Digital

A Inteligência Artificial (IA) generativa pode parecer inovadora, mas, na realidade, é uma progressão natural da inteligência das máquinas que acompanhamos há décadas. Desde o início das tendências tecnológicas, empresas utilizam tanto a força física dos robôs industriais quanto a capacidade de aprendizado das máquinas. Agora, essas máquinas podem pintar quadros, escrever descrições de produtos e até mesmo programar em Python. Isso não é somente surpreendente, mas sim a próxima etapa do desenvolvimento tecnológico.

Tecnicamente, a IA generativa é apenas mais um avanço na história da informática. No entanto, do ponto de vista comercial, representa uma oportunidade significativa para os negócios e as pessoas que lá trabalham. É uma mudança de paradigma que promete abrir novas oportunidades de negócios e transformar a forma como as empresas operam.

Não é o Caminho Absoluto e Certo para o Sucesso

Alguns líderes empresariais veem a IA generativa como uma forma rápida de reduzir custos e eliminar empregos. No entanto, essa abordagem não garante o sucesso a longo prazo. Histórias de organizações que perderam sua excelência devido a uma obsessão pela automação e terceirização são comuns. Em vez disso, a IA generativa deve ser vista como uma ferramenta para impulsionar ambições elevadas, alcançando objetivos maiores.

Procura-se: Humanos Criativos

Contrariamente ao medo de que a IA generativa diminua o valor da criatividade humana, ela, na verdade, ressalta sua importância. Em um ambiente onde máquinas são capazes de criar, a criatividade humana se torna essencial. A capacidade de fazer perguntas intrigantes e ter ideias únicas é o que diferencia os humanos no processo de geração de ideias.

Veja esse exemplo relatado por Mike Bechtel:

No final do ano passado, reuni-me numa sala cheia de executivos de alto escalão para demonstrar uma então nova ferramenta generativa de IA que pintava imagens exclusivas com base em instruções de texto. Um dos participantes perguntou à ferramenta: “Mostre-me um pôr do sol”. A imagem resultante era boa, mas normal, o participante encolheu os ombros e descartou aquilo como “apenas um pôr do sol”. Implacável, outra participante fez sua vez, solicitando à ferramenta: “Mostre-me uma guerra entre pretzels e cheeseballs em Marte, onde os pretzels têm nunchucks(arma com origem no Japão, tradicionalmente usada em artes marciais) e os cheeseballs têm pistolas de água”. O gerador de imagens produziu uma imagem absurda e encantadora que fez a sala cheia de executivos aplaudir e maravilhar-se. A maioria (compreensivelmente) celebrou a “máquina milagrosa” que reproduziu a imagem, mas não pude deixar de reconhecer silenciosamente o humano inteligente com a mistura mágica de mente e coragem para pedir tal coisa.

Olhos para o Céu e Pés no Chão

Para que a IA generativa funcione, uma base tecnológica sólida é fundamental. Pequenas falhas no preparo e tratamento dos dados podem resultar em grandes distorções nos resultados. Portanto, é crucial garantir que os dados corporativos estejam organizados adequadamente. Além disso, é importante estar atento a outras forças fundamentais, além da IA, para garantir o sucesso contínuo da empresa.

Em resumo, a IA generativa representa uma oportunidade emocionante para inovação e crescimento empresarial, mas seu sucesso depende de uma abordagem equilibrada e uma base tecnológica sólida.

É fato que algumas tarefas já estão sendo substituídas com uso de IA, então as profissões/ocupações podem ser afetadas, segue abaixo dicas de como alcançar um diferencial profissional neste momento:

  1. Desenvolva habilidades únicas e criativas: Concentre-se em desenvolver habilidades que as máquinas não podem replicar facilmente, como criatividade, pensamento crítico e habilidades interpessoais.
  2. Esteja aberto à aprendizagem contínua e à adaptação: Mantenha-se atualizado com as tendências da indústria e esteja disposto a aprender novas tecnologias e habilidades que possam aumentar sua empregabilidade em um ambiente impulsionado pela IA.
  3. Busque áreas de colaboração com a IA: Procure maneiras de colaborar com a IA generativa, usando-a como uma ferramenta para aprimorar suas próprias habilidades e desempenho, ao invés de vê-la como uma ameaça direta ao seu trabalho.

Fique ligado em nossas redes sociais site, estamos sempre falando de assuntos relacionados ao mundo de inovação e empreendedorismo.


Sobre o autor

1

Wagner Furquim

Trabalhando há mais de 20 anos com prestação de serviços em telecomunicações, agora empreendendo em outras áreas, buscando se conectar com pessoas brilhantes e bons negócios, disposto a compartilhar experiências corporativas para somar.

Compartilhe nas redes

Deixe seu comentário

treze + 3 =